Chocolate na dieta

Descubra como aproveitar essa delícia sem prejudicar seu emagrecimento.

tamanho da letra - +

Publicado em 06/03/2013

Resistir a um pedaço de chocolate não é uma tarefa fácil, principalmente durante a dieta, quando a presença do doce tende a diminuir ou mesmo desaparecer. E para tornar a situação ainda mais difícil, a época mais doce do ano se aproxima.


Na Páscoa, para onde se olha lá esta o chocolate nas mais diversas combinações, formatos e cores. Mas, afinal, como resistir a todas essas tentações? Calma, se você é chocólatra assumido aqui vai uma boa notícia, o chocolate também tem seu espaço na dieta e pode fazer parte da alimentação sem necessariamente aumentar os números da balança. O segredo está na quantidade e na frequência do consumo, portanto a palavra de ordem quando se trata de chocolate é: moderação!


O desejo muitas vezes incontrolável pelo doce é completamente normal e até possui explicação cientifica. Ao consumir o chocolate é estimulada a liberação de serotonina, hormônio responsável pelas sensações de prazer e bem estar, com isso o corpo relaciona o doce como uma fonte de prazer e satisfação, sendo assim ao se sentir triste ou desanimado, durante a TPM, por exemplo, é natural sentir a vontade pelos doces. Os pesquisadores já chegaram a comparar as reações que ocorrem no cérebro após o consumo do chocolate com outras similares que ocorrem quando se está apaixonado.


Para aproveitar o bem estar, sem falar no agradável sabor e aroma que o chocolate proporciona e ainda não prejudicar a dieta, confira as dicas abaixo e torne o doce um componente de sua dieta.


Modere a quantidade: Se ganhou uma barra grande de chocolate, corte-a em pedaços menores e guarde como porções para os dias seguintes e no caso de uma caixa de bombons escolha um e divida o restante com os amigos. Os pedaços que sobrarem da barra e até os bombons use no preparo de receitas, assim você divide as calorias com a família e não consome tudo sozinho.

Inclua substitutos para o chocolate: Se você não consegue ficar um dia longe do doce, lembre-se que é possível adicionar pequenas doses de chocolates ao seu dia, sem ser necessário consumir uma barra. Salpique sobre a salada de frutas um pouco de granulado, troque o café pelo leite com achocolatado light, escolha a granola que tem o cacau em pó, faça uma calda de chocolate amargo para cobrir o bolo de cenoura, escolha sobremesas diet ou lácteas com sabor de chocolate, consuma o doce de banana com cobertura de chocolate no lugar do bombom, enfim crie alternativas para não ficar preso apenas ao doce.

Não acumule a vontade pelo doce: Bateu a vontade de comer um chocolate? Procure saciá-la. Comer um pedaço de pepino toda vez que imagina o chocolate pode proporcionar um alívio momentâneo, mas certamente contribui para acumular a vontade pelo doce. Quando acumulada, a vontade reprimida aumenta as chances de no próximo contato, por exemplo, quando o amigo lhe oferecer um bombom, você se deixar envolver pelo sabor, não segurar o impulso e devorar várias unidades do doce.

Fuja das tentações: Ao escolher o chocolate prefira as porções menores e individuais, como tabletes e bombons. Assim você garante a quantidade suficiente para saciar a vontade pelo doce e evita exageros, afinal comer apenas um quadradinho e deixar o restante da barra pode ser uma verdadeira tentação.

Ana Carolina Icó
Nutricionista Dieta e Saúde
CRN3: 34133