Iogurte grego cabe na dieta?

Conheça melhor o iogurte grego e faça a sua escolha.

tamanho da letra - +

Publicado em 16/07/2013

Disponível nas prateleiras desde julho de 2012, você já deve ter ouvido falar no iogurte grego. Mas, será que ele pode ser um aliado da dieta? Veja abaixo a comparação entre o iogurte grego e o natural e faça a sua escolha.


Textura e sabor
Feito a partir dos mesmos ingredientes do iogurte natural, o que torna o grego consistente e cremoso é adição de mussalina, substância que não deixa a receita coalhar em altas temperaturas, além da retirada do soro. No entanto, não há perdas nutricionais por causa disso.  O iogurte natural por sua vez é mais líquido e possui uma consistência mais leve e o gosto mais azedinho.

Calorias
Quando comparamos as calorias, o iogurte natural sai na frente. Em 100 gramas o iogurte grego tem 140 calorias. Já o natural possui 74 calorias. Por isso, o iogurte grego precisa ser consumido com cuidado por quem busca eliminar peso.


Gorduras
Quando comparamos os dois tipos de iogurte, observamos que a quantidade de gordura total e saturada é maior no grego. Por isso, vale lembrar a importância do consumo com moderação. E para fugir do consumo excessivo desse nutriente, a versão tradicional é a melhor opção.

Proteínas
A diferença entre quantidade de proteínas nos dois tipos de iogurte não é muito significativa e, por isso, não deve ser determinante para a escolha de qual for consumir.

Cálcio
Com 200 mg de cálcio, o iogurte grego é mais rico nesse mineral quando comparado ao iogurte natural que apresenta em sua composição 140 mg. Mas para quem está procurando boas fontes de cálcio pode investir em ambos os iogurtes.


Bruna Pinheiro
Nutricionista Dieta e Saúde
CRN3: 35001/P